Som na Caixa

Meus outros cantinhos

Abram espaço na sua barra de favoritos para meus outros dois cantinhos, onde escrevo, compartilho, reblogo tudo com o coração exposto á palavras e sentimentos.
Fotos Que Expressam Palavras: https://pt-br.facebook.com/fotosqueexpressampalavras
Corujeando Pensamentos: http://lykabandeira.tumblr.com/

sexta-feira, agosto 06, 2010

A Minha Gratidão É Uma Pessoa - Nando Reis


Depois de pensar um pouco
Ela viu que não havia mais motivo e nem razão
E pode perdoá-lo
É fácil culpar os outros
Mas a vida não precisa de juizes
A questão é sermos razoáveis
E por isso voltou
Porque sempre o amou
Mesmo levando a dor
Daquela mágoa
Mas segurando a sua mão
Sentiu sorrir seu coração
E amou como nunca havia amado
Mas como começar de novo
Se a ferida que sangrou
Acostumou a me sentir prejudicado
É só você lavar o rosto
E deixar que a água suja
Leve longe do seu corpo
O infeliz passado
E por isso voltou
Pra quem sempre amou
Mesmo levando a dor
E aquela mágoa
Mas segurando a sua mão
Sentiu sorrir seu coração
E amou como nunca havia amado
E viveram felizes... para sempre
E eles estavam livre da perfeição que só fazia estragos

Ainda Não Passou

Triste é não chorar
Sim eu também chorei
E não, não há nenhum remédio
Pra curar essa dor
Que ainda não passou
Mas vai passar!
A dor que nos machucou
E não, não há nenhum relógio
pra fazer voltar... O tempo voa!
Triste é não chorar
Sim eu também chorei
E não, não há nenhum remédio
Pra curar essa dor
Que ainda não passou
Mas vai passar!
A dor que nos machucou
E não, não há nenhum relógio
pra fazer voltar... O tempo voa!
Eu não suporto ver você sofrer
Não gosto de fazer ninguém querer riscar o seu passado
E o que passou, passou
E o que marcou, ficou
Se diferente eu fosse será que eu teria sido amado?
Por você, por você


terça-feira, agosto 03, 2010

10 Coisas Que Odeio Em Você





Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirige o meu carro
E odeio o seu desleixo
Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente
Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Ainda mais quando me faz chorar...
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar
Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por te odiar.

Adoro quando você dança de olhos fechados.
Adoro a forma como você fica quando eu te deixo arrepiada.
Adoro quando você diz coisas fofas.
Adoro suas camisetas da Amelie Poulain.
Adoro suas sobrancelhas grossas e esse olharzinho doce.
Adoro a forma como você me deixa arrepiada.
Adoro dançar Pavement com você como se estivesse num bailinho de escola.
Adoro o fato de Teenage Fanclub e Belle & Sebastian serem suas bandas favoritas.
Adoro saber que ainda tem muita coisa sobre você que eu vou descobrir e adorar.

segunda-feira, agosto 02, 2010

- Por Muito Tempo Corri Atrás,


desse tal conto de fadas. Vi príncipes virando sapos e conheci muitas bruxas capazes de tudo pra me destruir. Como todo mundo um dia eu quebrei a cara, mais não uma vez, quebrei uma e outra e mais outras tantas que me fizeram ver as coiisas de outra foorma. Como fui boba banalizando "te amos" pra pessoas que não mereciam ouvir. Tudo isso porquê eu achava que preciisava disso pra alcançar o tal  feliz para sempre ... BOBAGEM !

Quem Nunca ?


Quem nunca escreveu seu nome junto do de alguém numa folha de caderno?
Quem nunca ficou fazendo planos deitado na cama antes de dormir?
Quem nunca amou eternamente por 5 dias?
Quem nunca deixou de falar a verdade com medo da resposta?
Quem nunca ouviu uma resposta indiscreta e gostou?
Quem nunca leu e releu um histórico de MSN?
Quem nunca viu uma foto e pensou como seria se você tivesse lá?
Quem nunca se arrependeu de ter agido de algum modo?
Quem nunca fingiu ou foi sem querer outro tipo de pessoa?
Quem nunca precisou ouvir um elogio pra se sentir bem?
Quem nunca falou alguma coisa e se arrependeu depois?
Quem nunca teve um sonho perfeito e ficou puta de ter acordado?
Quem nunca se sentiu confuso por não saber o que uma pessoa pensa?
Quem nunca ouviu uma música e lembrou-se de alguém?
Quem nunca quis ser vidente e descobrir o que o outro está pensando?
Quem nunca olhou pra um céu lindo cheio de estrelas e quis estar com quem se ama? *-*

Sou feliz ;





~ Doo meu jeiito ! :B'
Se achar que precisa voltar, volte!
 Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver

tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca !
Se o achar, segure-o !

Melhor Amiga

Você é assim, meu começo meio e fim. Nos conhecemos de uma maneira diferente, na verdade de uma maneira não correta, numa rivalidade, mas que com o passar do tempo percebemos que era bobagem e que não importa o que outros digam ou pensem, e sim o que nós somos. Só você me escuta, me faz rir, me diverte, me alegra nos momentos triste & complicados, sabe do que eu gosto, do que eu penso, tem assunto pra dar e vender quando conversamos, e mesmo estando longe de mim a nossa amizade foi crescendo cada vez mais e se tornou especial como é hoje, nossa amizade não se compara, é como se fossemos as irmãs gêmeas mais idênticas que existem, não por fora, mas sim por dentro. E é você que eu quero que cresca comigo e que lá no futuro eu diga pros meus filhos, que a melhor amizade que eu tive, foi a sua. Eu te amo minha melhor amiga. 

Quando Eu Não Mais Existir...

me procure nas flores e eu serei o perfume daquela que você tocar.

domingo, agosto 01, 2010

Canção Pra Quando Você Voltar

Quando o sol de cada dia entrar
Chamando por você
Querendo te acordar
Vai ter sempre alguém pra receber
Fazer o seu jantar
Dormir no seu sofá
Alguém pra olhar a casa
E alguém que regue o seu jardim
Até você voltar
E como é normal acontecer
Se num entardecer
A dor te visitar
Vai ter sempre alguém pra socorrer
Fazer o seu jantar
Dormir no seu sofá
Enquanto a noite passa por mim
Eu rego o seu jardim
Você já vai voltar


Composição: Herbert Vianna / Leoni

Partir, Andar - Zélia Duncan

Partir, andar, eis que chega
É essa velha hora tão sonhada
Nas noites de velas acesas
No clarear da madrugada
Só uma estrela anunciando o fim
Sobre o mar, sobre a calçada
E nada mais te prende aqui
Dinheiro, grades ou palavras 
Partir, andar, eis que chega
Não há como deter a alvorada
Pra dizer, um bilhete sobre a mesa
Pra se mandar, o pé na estrada
Tantas mentiras e no fim
Faltava só uma palavra
Faltava quase sempre um sim
Agora já não falta nada
Eu não quis
Te fazer infeliz
Não quis
Por tanto não querer
Talvez fiz.