Som na Caixa

Meus outros cantinhos

Abram espaço na sua barra de favoritos para meus outros dois cantinhos, onde escrevo, compartilho, reblogo tudo com o coração exposto á palavras e sentimentos.
Fotos Que Expressam Palavras: https://pt-br.facebook.com/fotosqueexpressampalavras
Corujeando Pensamentos: http://lykabandeira.tumblr.com/

quarta-feira, maio 05, 2010

Os tipos de amigas:

Toda mulher que já namorou pelo menos uma vez na vida, sabe que um dos maiores problemas são as amigas do namorado.

Acredite minha amiga, não importa o quão forte seja o seu relacionamento, o quanto vocês se amem, ou a confiança absurda que um tenha no outro, os seus problemas começarão no momento em que ouvir a simples frase:
“Ai, amor, é só minha amiga”

Os tipos de amigas:

· A amiga carinhosa

De primeira ela parece mesmo uma amiga, mas há um probleminha que se não for resolvido, poderá virar um problemão: Ela é carinhosa. Muito carinhosa, mas muito mesmo. Ela é realmente carinhosa, e não faz questão de disfarçar.
Ela sentará no colo do seu namorado, o chamará por apelidinhos, ligará para dar boa noite, bom dia, boa tarde, feliz natal, feliz aniversário, feliz finados, e tudo mais que possa parecer um bom motivo para uma ligação. Isso para ela, porque para todo o resto da humanidade, seria altamente desnecessário.
Mandará recadinhos cheios de corações, escreverá no caderno, no braço engessado, no tênis, na mão, e viverá pendurada feito um bicho preguiça no namorado que em teoria é
seu.

O que fazer:
De a ela de presente, um cachorro. É ótimo para casos de carência exagerada.

· A amiga coitada

O tão temido “Ai, amor, é só minha amiga”, será seguido de “coitada”.
Ela teve uma infância difícil, foi estuprada pelo tio/vizinho/cachorro/padre, a mãe morreu de câncer, o pai foi comprar cigarro e nunca mais voltou, a irmã mais velha é prostituta (e nem de luxo é), mora com os avós fanáticos, e estuda de bolsista.
Ela sofre mais do que Maria do Bairro, e sabe quem ela escolheu para se apoiar, dar toda a atenção, carinho, amor e curar seus traumas?
Sim, exatamente ele: O
seu namorado!

O que fazer:
Lembre-se sempre: Quem tem pena, toma no cu. Indique a ela um bom psicólogo. Caso a mesma não possa pagar, faça uma vaquinha com as outras namoradas dos “amigos”.

· A amiga ex

Ex nunca é coisa boa. Se fosse bom, seria atual.
Ela parecerá bem resolvida, dirá que foi passado, que foi namorico de criança (mesmo que os dois já tenham passado dos 20), e manterá o discurso de que eles são pessoas evoluídas, porque “o importante é manter a amizade”, mas não evitará as indiretas de lavagem de roupa suja. E achará que seu namorado tem algum caso extremo de amnésia, fazendo com que ela precise efusivamente relembrar coisas do passado, achando a maior graça em dizer no meio da galera, com você junto:
“Lembra da viagem pra Búzios que a gente quebrou a cama do hotel e fugimos pra sauna antes que o gerente chegasse? Foi tão engraçado, né!?”
(É… Muuuito engraçado!)

O que fazer:
Diga para o seu namorado: “Amor, achei muito legal você ter amizade com a sua ex. Tanto que ontem liguei praquele meu ex que minha mãe adora, de 1,85 de altura, corpo escultural, fluente em 5 línguas, que me deu um anel da Tyffany. Agora nós somos amigos.”

· A amiga sijoguda

Ela é a super bem resolvida com a sua sexualidade: Gosta de tudo, e pronto. Já pegou metade da torcida do Flamengo, incluindo o mascote, e dirá incansavelmente que sempre preferiu ter amizade com homens, porque segundo a mesma, eles são muito mais “confiáveis” que as mulheres.
O final de semana para ela começa na quarta, e você terá que incorporar Buda, quando ela estiver com vocês.
Ela adora dançar. Ela vai descer até o chão, grudada feito um cachorro no cio, na perna do seu namorado, mesmo que esteja tocando Caetano Veloso, e achará a coisa mais normal do mundo, apoiar a mão na virilha do seu namorado, quando for pedir um gole de canudinho da bebida que ele comprou para
você.

O que fazer:
Afogue a bendita na água quente e faça uma canja.

· A amiga você-merece-coisa-melhor

Antes de mais nada, você precisa saber de duas coisas:
Ela o ama. (como amigos, claaaro)
Ela odeia você.
Ela se dirá muito amiga do seu namorado. Tanto, que para ela, você não é boa o suficiente para ele. A verdade é que ninguém será boa para ele, a não ser ela mesma (mas isso ela não admitirá).
Ela vai te ignorar. Não falará nem na entrada, e nem na saída, mesmo depois daquele abraço apertado que ela vai dar no seu namorado, que aliás está de mão dada com você.
Para ela, o seu namorado é tão lindo, inteligente, bom partido, e merece uma mulher a altura. E mesmo que você seja a cara da Megan Fox, PhD em física, e ostente um “Orleans e Bragança” no nome, essa mulher não é você.

O que fazer:
Nada.
É, simplesmente nada.
Ela não lava as suas calcinhas. Ela não te carregou na barriga por 9 meses. Ela não beija a sua boca. O que ela acha ou deixa de achar, não influencia em muita coisa.
Entre bilhões de outras possibilidades, a mulher que ele escolheu foi você, então quem tem que te achar boa o suficiente, já acha.

· A amiga que era sua

Ela é aquela amiga que era sua, e que um belo dia você vê nas chamadas recebidas e/ou discadas do celular do seu namorado.
Ela começa a ligar para ele, conversar demais no MSN, e quando você for visitar a sua tia-avó doente em Petrolina, eles sairão para tomar um inofensivo chopp sábado à noite.

O que fazer:
De todos os tipos, é o mais delicado. Você não quer perder nem a amizade, e nem o namorado, mas sabe que os dois nunca deveriam ter esquecido que a relação dos dois só é ligada por você.
E quando não existe mais o “você” interligando as duas relações, é porque algo desandou.
Ele tem os amigos dele, e mesmo sendo importante ter uma boa relação com as suas amigas, as amigas ainda são
suas.

P.s.: Levo em consideração que ele tenha amigos, até porque, quem namoraria uma pessoa tão problemática a ponto de não conseguir fazer amigos?

· A amiga amiga

Essa é a amiga que vai estar louca para te conhecer. Afinal de contas, se ela gosta tanto do seu namorado, vai adorar conhecer a pessoa que ele escolheu para estar ao lado dele.
Ela agirá com ele, da mesma forma que os amigos homens agem, e não passará dos dois beijinhos na hora de se despedir.
Por maior que seja a intimidade que eles tenham, ela pensará duas vezes antes de falar ou fazer qualquer coisa que possa criar um clima ruim, porque ela se preocupa com ele, e sabendo que ele está feliz com você, ela detestaria saber que uma situação foi criada por culpa dela.

O que fazer:
Você acaba de ganhar uma amiga.

Kkkkkkkkkkkkkkkkkk’

2 comentários: